Você sabe para onde é destinado o lixo que você gera todos os dias?

22/07/2020 às 16:43:00

Com base nesta questão, a Prefeitura Municipal de Boracéia tem desenvolvido ações de educação ambiental e de orientação aos cidadãos, quanto a coleta de resíduos sólidos domiciliares, ou seja, do lixo, e a sua correta destinação.

Como previsto no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos do município, em consonância com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal nº 12.305, de 02 de agosto de 2010, a Prefeitura Municipal de Boracéia realizada a coleta de resíduos domésticos domiciliares.

São gerados mensamente cerca de 39 toneladas de lixo, sendo uma média de 3,2 toneladas por dia de coleta, ou seja, as segundas, quartas e sextas-feiras, sendo que esse montante é destinado a estação de transbordo de resíduos domésticos e de lá segue para o aterro sanitário existente no município de Piratininga, na qual atende a legislação ambiental, o que minimiza os efeitos dos danos ambientais.

O aterro sanitário é o local adequado onde o lixo é depositado e descartado. Em linhas gerais, de acordo com a política nacional de resíduos, apenas os resíduos sólidos que não podem ser reutilizados ou reciclados devem ser destinados ou dispostos nesses locais.

A ausência dos serviços de coleta seletiva em muitas regiões brasileiras faz com que haja, nesses locais, materiais que não deveriam estar ali: plásticos, vidros, metais, papéis e outros que poderiam ser reciclados.

Para evitar a proliferação de vetores e a contaminação do solo e dos mananciais, o aterro sanitário deve ser construído e operado conforme as normas técnicas que preveem a utilização de sistemas de captação e queima dos gases, sistemas de tratamento do chorume e sistema de proteção do solo. Tais medidas visam a redução do risco de proliferação de doenças e de uma possível contaminação do solo e das águas subterrâneas.

Dicas importantes:


Fonte: Secretaria do Meio Ambiente