Ir para o conteúdo

Prefeitura de Boraceia
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
10
10 AGO 2022
Boraceia realiza a Semana Nacional de Prevenção da Leishmaniose Visceral
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Nossa intenção é que a população se conscientize sobre a necessidade de cuidar da saúde dos seus animais e impeça a proliferação do mosquito palha”, completou a coordenadora.
A Prefeitura de Boraceia, através do Departamento de Zoonoses, da Coordenadoria Municipal de Saúde, intensifica as ações de divulgação de Prevenção contra a Leishmaniose Visceral, durante a semana nacional de combate a doença que teve início nesta segunda-feira, 9 de agosto e vai até o sábado, dia 14.
Com o objetivo de orientar a população sobre a doença e seus meios de transmissão, a equipe e tem feito orientações acerca da leishmaniose visceral nas salas de espera das unidades de saúde e também durante as visitas dos agentes de saúde às residências.
De acordo com a coordenadora de Saúde de Boraceia a Leishmaniose Visceral “é uma doença grave para os cães domésticos, causada por um protozoário e transmitida através do mosquito palha. É muito importante deixar que os animais sejam testados, para que o tratamento correto seja iniciado”.
Aliada a semana de prevenção, a Secretaria Municipal de Comunicação está divulgando em suas redes sociais um material informativo sobre a doença. “Contamos com nossas redes e os amigos da imprensa para fazer esse importante trabalho de divulgação. Nossa intenção é que a população se conscientize sobre a necessidade de cuidar da saúde dos seus animais e impeça a proliferação do mosquito palha”, completou a coordenadora.
 
Para se prevenir da leishmaniose visceral é necessário evitar o acúmulo de matéria orgânica no quintal, não esquecer de embalar bem o lixo para descarte, manter o local que seu animal de estimação fica sempre limpo e bem cuidado, além de usar coleiras repelentes de mosquitos e evitar passeios a partir do anoitecer, porque é neste período que o mosquito age.
É importante ressaltar que há tratamento para a leishmaniose visceral em humanos. Ele é gratuito e está disponível através do Sistema Único de Saúde – SUS.
 
Fonte: Ascom Boraceia - Umalauda Comunicação
Autor: Wagner Carvalho - MTB 46.396
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia